lidar com a traição

Aprenda a lidar com a traição

Não adianta amenizar: lidar com a traição é uma das coisas mais difíceis que você fará. Quando estamos em um relacionamento, confiança é um dos princípios básicos. Lealdade, respeito, parceria tudo isso é deixado de lado. E todos os outros pilares também são abalados. Amor, companheirismo, carinho, de repente questionamos tudo que foi vivido. E a pior parte é que você, que não fez nada de errado, precisa lidar com isso. O fim do mundo, no entanto, ainda não chegou. A traição dói, mas nós somos fortes e o tempo cuida de tudo. Se você precisa de uma ajuda nesse processo, atenção. O Aquelas Coisas está aqui para te dizer um pouco daquilo que você precisa ouvir.

Lidar com a traição na descoberta

O primeiro momento é talvez o mais difícil. Ouvir de seu companheiro(a) é a “mais justa” das situações. Ouvir de um terceiro pode ser muito pior. Para quem tem o azar de ver a cena, restou a maior dor. Em todos os casos, no entanto, é preciso buscar equilíbrio. Lembre-se que reações desmedidas não vão ajudar em nada. A raiva existe e impulsos agressivos podem existir, mas sejam melhores do que isso. O erro não foi seu, não desça o nível. Tente evitar o contato imediato e dê um tempo para sua cabeça. A melhor forma de lidar com a traição no primeiro momento é não querer lidar com tudo nele.

ACOMPANHE NOSSO BLOG E RECEBA CUPONS DE DESCONTO E PROMOÇÕES

Não guarde as emoções

Mas o que vale para o primeiro momento nem sempre vale para depois. Controlar e guardar emoções é um exemplo disso. Lutar contra impulsos irracionais no começo é sim importante. Depois, no entanto, é hora de deixar suas emoções fluírem. Tristeza, raiva, decepção, frustração, incredulidade. Tudo isso pode chegar e você não pode bloquear nada. Encontre formas de exteriorizar. Chore, converse com pessoas confiáveis, grite se for preciso. O importante é você reconhecer o que está sentindo e não querer ser mais forte do que é preciso. Nós somos humanos e temos emoções, está tudo bem com isso.

O erro não foi seu

São muitas emoções ruins contra as quais de fato não devemos lutar. Mas há também alguns pensamentos que devemos afastar. O mais comum deles é o da auto responsabilização. Para lidar com a traição é essencial lembrar-se que o erro não foi seu. Não tente justificar as atitudes do outro com problemas seus. Talvez você tenha sim feito coisas erradas na relação. Talvez você devesse ter se esforçado mais em uma ou outra coisa. Mas nada justifica a traição. Cuidado também com sua autoestima. Ninguém é traído(a) por ser pior do que alguém ou por ter defeitos. Nós somos traídos por problemas que não estão em nós, mas em quem traiu.

Cuidado com os “amigos”

Tome cuidado, porém, na hora de escolher com quem exteriorizar. Nem todas as pessoas ao seu redor pensam em seu melhor. Nem todas estão emocionalmente preparadas para ajudar. Muitas enxergam o mundo de uma maneira que te fará bem. Cuidado para o que vem de fora não ser ainda pior. As pessoas fofocam, culpam a vítima, são impactadas por todo tipo de vício social. É bom ter ajuda para lidar com a traição, mas ajuda de quem? Procure apenas as companhias mais confiáveis e sensatas. Na falta delas, escreva, fale consigo mesma(o), busque alternativas. Terapia é, obviamente, uma das boas formas de dar vaza a tudo isso.

O tempo é seu melhor amigo

Dentre tanta gente, não se esqueça que o melhor amigo é o tempo. Falar, escrever, chorar, gritar, tudo isso faz parte do processo. Mas a verdade é que as coisas só vão melhorar de verdade com o tempo. Como qualquer outra ferida, uma traição precisa ser cuidada sem pressa. Lidar com a traição não é sinônimo de ficar bem tão rápido quanto possível. Dê a si mesmo(a) o espaço e a calma necessária. Apressar as coisas pode ser muito pior. É tendo pressa que muita gente bloqueia sentimentos e fortalece traumas.

Lidar com a traição não é continuar junto

Talvez nem com todo o tempo do mundo as coisas voltem a ser o que eram. Lidar com a traição significa voltar a ficar bem. Significa estar aberta(o) a viver a vida amorosa. A entender suas emoções e se entender com elas. Significa perdoar o outro para se livrar de seu rancor, não para viver com ele(a). Continuar com quem te traiu não tem nada a ver com lidar. Você pode sim se afastar ou terminar o relacionamento. Isso não significa que você não soube lidar. Essa escolha será definida com base em inúmeros motivos e sentimentos.

Mas, se quiser, pode

Mas você também não precisa ter medo de continuar a relação se assim quiser. Trair nem sempre significa falta de amor. Trair pode sim ser um erro pontual e superável. Desde que você de fato acredite em sua capacidade de continuar, fique livre para isso. Mas tenha em mente tudo o que será importante agora. O perdão precisa ser real. Você precisa lidar com a traição, não varre-la para debaixo do tapete. Continuar será um erro se ainda houver rancor e desconfiança. Da mesma forma, a dinâmica do casal não pode ser afetada pelo que aconteceu. Segurar a relação através de prisões, exigências e culpa só te fará mal. Tome a decisão com calma, pense, use seu melhor amigo (o tempo). Esqueça as cobranças da sociedade e de quem te traiu. Essa escolha é sua e precisa ser feita com uma única coisa em mente: como você será mais feliz?

A teoria é simples, a prática nem tanto. A parte mais difícil de lidar com a traição está e sempre estará com você. Use as dicas como guia. Use as palavras externas como conforto. As palavras do outro como argumento. A terapia como suporte emocional. Use tudo que estiver ao seu alcance e admita precisar de ajuda. Mas saiba que é você quem saberá o que fazer com esse acontecimento. E, mais do que isso, é com você que você precisa se preocupar agora. Tenha tudo isso em mente e quem sabe o que é muito difícil fique um pouquinho mais fácil. Se quiser, aproveite nosso espaço. Desabafe, peça dicas, conte casos! Vamos construir uma comunidade mais forte juntos.

Aprenda a lidar com a traição was last modified: novembro 21st, 2019 by João
Category : Geral
Tags :