Como escolher o vibrador ideal?

Talvez o cachorro seja o melhor amigo do homem, mas será que também é o da mulher? Há quem conteste. Mas como escolher o vibrador ideal? Diferente de um pet, aqui existem sim algumas opções melhores do que outras. E não duvide: errar na escolha pode ser um completo corta clímax. Mas o que deve ser considerado em sua decisão? Por onde começar a busca? Não se preocupe, o Aquelas Coisas está aqui para te ajudar a acertar bem no ponto.

Que tipo de vibrador você quer?

Para começar, você precisa saber: existem vários tipos de vibradores. Em um nível mais básico, eles já se diferenciam entre as categorias clitoriano, vaginal e anal. Aqui os nomes são autoexplicativos. O clitoriano trabalha estimulando o clítoris e muitas vezes nem sequer envolve penetração. O vaginal, por sua vez, busca um estímulo semelhante ao gerado pelo pênis, portanto é feito especialmente pensando na penetração. O anal é para quem gosta de sentir algo lá atrás. Seu formato e seu tamanho são pensados exatamente para que a experiência anal seja confortável, segura e, é claro, prazerosa.

ACOMPANHE NOSSO BLOG E RECEBA CUPONS DE DESCONTO E PROMOÇÕES

Além dessas categorizações de funcionalidades, vale a pena também pensar em seus objetivos com o vibrador. A ideia é só melhorar a masturbação? Você pretende usa-lo quando for fazer sexo com outras pessoas? Você busca algo que te propicie experiências novas? Quão experiente você é no uso dele? Todas essas perguntas precisam ser respondidas se você quer escolher o vibrador perfeito.

Antes de escolher o vibrador, experimente seu corpo

Tudo bem, talvez você já saiba exatamente o que quer fazer com seu vibrador. Mas o que você tem feito sem ele? Será que alguma outra experiência que está ao seu alcance não pode mudar totalmente sua decisão? É importante explorar bem a masturbação com as mãos antes de fazer a aquisição. Isso garante que você possa escolher o vibrador baseada em ideias e sensações reais suas e não em achismos ou estereótipos.

Uma dica interessante é pesquisar os vibradores e tentar de alguma maneira simular o movimento que ele promete. Lembre-se que, se o objetivo é ter mais prazer, autoconhecimento nunca é demais.

Tamanho não é documento (e preço também não)

Falando em estereótipos, se vale para o pênis, por que não valeria para o vibrador, certo? Tamanho não é documento. Escolher o vibrador só porque ele é grande é uma péssima ideia. Em primeiro lugar porque um vibrador grande não necessariamente oferecerá estímulos mais interessantes para você. Em segundo lugar, exagerar na escolha do tamanho pode até mesmo piorar a experiência. A última coisa que você quer é um vibrador que te machuque.

E não fuja do exagero apenas no tamanho. O preço também pode ser uma grande enganação. A sugestão é começar com vibradores seguros, de lojas confiáveis, mas de preços módicos. Depois que você já estiver habituada ao brinquedo, comece a explorar preços mais altos com funcionalidades que te soem mais interessantes. Até porque, o preço alto também pode sim valer a pena.

Pense na logística

Se o tamanho grande não garante mais prazer, quando o tema é praticidade ele também não vai bem. E existem muitos outros fatores que influenciam nisso. Na hora de escolher o vibrador, pense em cada um deles. Você precisa de algo que caiba numa bolsa? Se você for carregar, não pode ser tão pesado. É necessário ser discreta? Uma bateria que dure bastante vai fazer diferença? Cuidado com itens muito barulhentos, especialmente se você divide sua casa. Será que um produto a pilhas pode interessar? É claro que nem sempre tudo isso é focal, mas o importante é lembrar-se que praticidade é importante.

Feito de que?

De tantos detalhes importantes, talvez um dos mais centrais seja o material. Acrílico, metal, plástico, látex, são inúmeras opções. Na hora de escolher o vibrador, pense em textura, peso, durabilidade, e, acima de tudo, em possíveis reações alérgicas. O mais recomendado para quem sofre com alergias é o de silicone hipoalérgico. Talvez este saia um pouco mais caro, mas muitas vezes esse custo vai valer a pena.

Acabou o mistério. No fim das contas, escolher o vibrador ideal é algo extremamente pessoal. Cada pessoa é uma pessoa e o que funciona para alguns é péssimo para outros. Mais do que procurar uma resposta pronta, considere cada ponto. Se cada detalhe desses for avaliado, dificilmente você se arrependerá. E aí, já escolheu algum? Não deixe de nos contar aqui no blog qual o seu preferido. Quem sabe mais alguém não aproveita da mesma magia que você.

Como escolher o vibrador ideal? was last modified: outubro 10th, 2019 by João
Category : Geral
Tags :