Pare de fingir o orgasmo

Simples assim. Dessa vez não vamos ponderar sobre o quanto uma coisa pode ser boa ou ruim, ou sobre o quanto o importante é que todos se sintam confortáveis. Fingir orgasmo não é uma boa ideia. Sabemos, por outro lado, que parar de fazer isso não é assim tão simples e é por isso que estamos aqui. Não importa o motivo: você está se sentindo mal consigo mesma por não gozar, não quer magoar seu parceiro(a), está com medo de transmitir alguma ideia errada… seja porque for, chegou a hora de colocarmos um fim na atuação.

Obs: sabemos que homens também podem fingir orgasmos, mas, por esse problema ser socialmente feminino, direcionaremos o texto às mulheres. Apesar disso, homens que sofram com o mesmo tema podem ficar tranquilos, tudo o que falaremos também pode te ajudar.

Não finja por insegurança

Você está insegura e isso é perfeitamente compreensível. Seja porque você está com dificuldades para atingir o orgasmo, porque não é tão experiente sexualmente e não sabe onde está o problema, ou até porque não sabe como seu parceiro(a) reagirá ao saber que não está te satisfazendo. Estar insegura, no entanto, não justifica fingir o orgasmo. E não precisamos ir muito fundo para entender o porquê.

Leia novamente as possíveis causas que listamos para sua insegurança. Pense em outras possíveis causas e nas que você considera principais para você. Agora responda com sinceridade: fingir o orgasmo reduz de alguma forma esses problemas? Sua dificuldade para atingir o orgasmo se manterá, isso se não piorar devido à pressão que está sendo criada sobre você. Você continuará inexperiente e sem entender o que falta. Seu parceiro não pode reagir a algo que não sabe, mas qual o valor de manter o relacionamento apaziguado sob a influência de mentiras e sem uma relação sexual saudável para ambos?

Fingir por insegurança é uma resposta rápida e fácil para fugir dos problemas, mas isso não vai te ajudar. Muito pelo contrário.

Não finja pelo outro

Se sua encenação existe apenas para o bem do parceiro(a), talvez valha a pena refletir sobre quão bem você realmente está fazendo a ele. Em primeiro lugar, vou te contar um segredo: fingir o orgasmo perfeitamente não é tão fácil assim e há boas chances de que a outra pessoa descubra o que está acontecendo (isso se ela já não desconfia). Nesse cenário, pode ter certeza que a maior frustração será saber que você escolheu mentir.

Em segundo lugar, suponhamos que seu fingimento seja perfeito e a outra pessoa nunca saiba a verdade. Será que o fato de você estar se preocupar com isso não está prejudicando a relação sexual de vocês? Ou a relação como um todo? Será que o fato de você não estar gozando não está de nenhuma maneira te fazendo mal? Alterando seu humor, aumentando suas inseguranças, modificando aos poucos para pior a visão que você tem da outra pessoa… as possibilidades são inúmeras. Além do que, porque privar a si mesma a ao outro de tentarem solucionar o problema?

Fingir pelo outro pode parecer uma coisa legal, mas é apenas uma forma de dar manutenção aos problemas existentes e de criar outros mais. Agora, se o problema é que a pessoa do outro lado não está disposta a ouvir e a pensar em você, talvez valha a pena pensar no quanto esse relacionamento é positivo.

Não finja para mascarar problemas

Talvez seu fingimento não seja fruto de um problema, mas sim uma forma de mascarar outro. Você já não está interessada na outra pessoa, sua libido está muito baixa, há algum problema no relacionamento que está te tirando do momento, o parceiro é só ruim de cama mesmo… muitas coisas podem ser mascaradas por um show de gemidos, contrações e palavras. A grande questão é: alguma vez na vida mascarar problemas foi uma boa ideia?

Vá ao médico, procure um novo acessório que apimente as coisas, diga ao seu parceiro o que você quer dele, troque de parceiro se ele não for receptivo, masturbe-se para conhecer melhor seu próprio corpo, há uma infinidade de soluções para uma infinidade de problemas. Enganar ao outro e a si mesma pode evitar um constrangimento momentâneo ou adiar uma situação difícil, mas, a longo prazo, o problema terá de ser atacado, e lá na frente ele já pode estar bem maior.

Como parar de fingir orgasmo?

Parar de fingir é a resposta, mas não é a mais fácil delas. A primeira dica é: não espere o balde encher. Não adianta nada fingir o orgasmo por um tempão e de repente parar sem dizer nada, ou ter um episódio de descontrole durante o sexo e decidir revelar o que está acontecendo no meio da hora h. Esse tipo de atitude pode gerar constrangimentos desnecessários, golpes na autoestima do casal, discussões e frustrações de todas as formas. Lembre-se que, pelo menos até onde você sabe, a outra pessoa não tem ideia do que está acontecendo, então agir como se houvesse um estopim não é justo.

Como na maioria dos temas que discutimos aqui, conversar é o melhor caminho. Encontre um momento de intimidade e trate o tema com a delicadeza que ele pede. Não esqueça de pedir desculpas pela mentira que vem acontecendo e de tomar cuidado com a autoestima da pessoa que está à sua frente, mas, ao mesmo tempo, tenha a confiança de quem não está fazendo nada de errado! Deixe bem claro que o problema existe, que ele não é culpa sua (e, provavelmente, de ninguém), e que solucionar ele é bastante importante para você e que é para isso que você está ali. O tema pode ser sério e sensível, mas não precisa ser tratado como se fosse o fim do mundo.

Uma última dica é: chegue com opções de soluções. Chegar para uma conversa dessas sem apontar caminhos pode soar como um ataque, como uma tentativa de responsabilizar o outro. Em alguns casos a solução não vai passar pelo momento do sexo e, em outras sim, mas o importante é que você já tenha em mente algumas formas de se ajudar ou ser ajudada a atingir o orgasmo.

Não tem mais contestação. As desculpas para fingir o orgasmo se foram e a conclusão final é a tão óbvia quanto possível: mentir nunca é uma boa e problemas foram feitos para serem resolvidos. Preocupe-se com sua saúde, jogue limpo em seu relacionamento e valorize seu bem estar sexual, ele é muito mais importante do que imaginamos. E, se o problema for realmente na relação sexual, não deixe de visitar o Aquelas Coisas. Quem sabe um brinquedo estimulante, um gel excitante, ou um retardador de ejaculação não sejam o que te falta para não precisar fingir nada.

 

Pare de fingir o orgasmo was last modified: agosto 9th, 2019 by João
Category : Geral
Tags :