Ponto G – Afinal, existe ou não?

O famoso e misterioso Ponto G existe ou não existe? Como encontrá-lo? Ele funciona mesmo? Para que serve? Saiba tudo agora mesmo.

A existência do famoso “Ponto G” foi proposta pelo médico ginecologista e fisiologista alemão Ernst Grafenberg, mas de fato, o termo só foi inventado e passou a ser considerado em 1981.

Neste ano, os sexólogos John D. Perry e Beverly Whipple analisaram uma publicação de Grafenberg de 1950, na qual descrevia a ejaculação feminina e uma zona erógena ainda desconhecida, a qual foi batizada de “Ponto de Grafenberg” e futuramente como Ponto G.

Onde fica o Ponto G?

Segundo esse estudo, o Ponto G fica de 5 a 8 cm dentro do canal vaginal, na parte superior, mas isso nunca foi provado.

Há estudos que afirmam que ele existe e que é visível, outros que dizem ser apenas um mito.

Visível ou não, o fato é que há uma área interna da vagina altamente sensível onde se encontram várias terminações nervosas, e essa área é ligada diretamente aos orgasmos e ao intenso prazer da mulher.

Segundo pesquisas, cerca de 70% das mulheres nunca tiveram um orgasmo com seus parceiros, o que está acarretando buscas incessantes por novos meios de “encontrar” o tão famoso ponto.

Como encontrar o Ponto G?

Sabendo a localização do Ponto G no canal vaginal, tudo deveria ser mais fácil, certo? Errado.

Saber a localização não quer dizer que conseguirá estimulá-lo ou até mesmo que conseguirá sequer alcançá-lo.

Como a localização e profundidade varia de mulher pra mulher, a forma de estimulação irá variar da mesma forma. Algumas mulheres conseguem alcançá-lo facilmente durante a penetração do pênis em todas as ocasiões, outras somente em alguma posição especifica que facilite a pressão na parede superior vaginal e outras, nada.

Com isso foram criando-se diversas maneiras de “encontrá-lo”, seja introduzindo o dedo na vagina de forma ao auto-conhecimento e também o uso de Vibradores de Ponto G, que são brinquedos eróticos próprios para esse aprendizado e estimulação. O Vibrador Ponto G possui uma curvatura na ponta ideal para massagem da parede superior vaginal, facilitando a descoberta e aumentando o prazer.

Conheça algumas posições e brinquedos que vão te ajudar a achar o Ponto G.

Mas vamos lá, isso você já sabia, certo?

O que você não sabia é que agora há uma nova forma de encontrar o Ponto G, a cirurgia plástica. Sim, isso mesmo, a cirurgia.

O que é e como funciona a cirurgia do Ponto G?

A cirurgia do Ponto G, batizada como G-spotplasty ou “Ponto G-plastia” foi criada pelo americano Adam Ostrzenski em 2012 e realizada em três mulheres que haviam perdido completamente a capacidade de ter orgasmos.

Essa cirurgia tem caráter reconstrutivo, onde é feita uma pequena remoção de um tecido da parede vaginal, deixando ela mais “apertada” e aumentando a sensibilidade da região.

A cirurgia ainda é polêmica, mas apesar de tudo, o resultado foi muito satisfatório para as três voluntárias. Elas afirmam que passaram a ter mais satisfação na relação, mais sensibilidade e finalmente tiveram orgasmos.

Os resultados, apesar de ainda não se saber se teve ligação direta com a cirurgia, foi um sucesso, e novas pesquisas sobre o assunto serão feitas.

Enquanto essa novidade não chega ao mercado, todos os esforços para estimulação do Ponto G são válidos. Conhecer o seu corpo é a regra básica, e um parceiro ou parceira dispostos a dedicar um tempo nessa busca com você é melhor ainda.

Ponto G – Afinal, existe ou não? was last modified: Maio 7th, 2018 by AquelasCoisas
Category : Dúvidas de Sexo
Tags :