fingir um orgasmo

Por que fingir orgasmo é uma má ideia?

A prática é comum, mas não necessariamente uma boa ideia. Fingir orgasmo é um recurso muito utilizado, especialmente por mulheres. Os motivos da escolha pode ser diversos. Agradar o parceiro(a), mascarar um desinteresse, vergonha por não ter conseguido atingir o orgasmo. Mas você percebeu o que esses motivos têm em comum? Nenhum deles é realmente bom. Chegou a hora de parar com o fingimento. Continue lendo e entenda de uma vez por todas porque fingir orgasmo é uma má ideia.

Fingir orgasmo não é tão fácil

Para começo de conversa, você não é uma atriz da globo. Fingir orgasmo não é tão fácil quanto parece. Talvez a cena pornô que você acha que está fazendo esteja beirando o ridículo. Se esse for o caso, seja qual for sua intenção, o tiro sairá pela culatra. A outra pessoa vai perceber o que está acontecendo, se sentir enganada e sofrer um belo golpe na autoestima. Um orgasmo não se nota simplesmente através de alguns gemidos. Há espasmos involuntários, olhares, contrações musculares e vários outros sinais físicos não tão fáceis de reproduzir.

Ninguém ganha com isso, nem seu parceiro(a)

Grande parte das vezes, o fingimento passa pela vontade de não “chatear” a outra pessoa. Há uma ideia de que, se o orgasmo não acontecer, o outro pode se sentir mal consigo mesmo. Apesar de essa ser uma linha de raciocínio compreensível, ela apresenta falhas. Por exemplo, pergunte à pessoa que está com você o que ela acha desse assunto. Pode ter certeza que a imensa maioria te responderá que não quer ser enganada.

É claro que é chato saber que você não conseguiu proporcionar um orgasmo a alguém. Mas, como em quase tudo na vida, pior ainda é ser tratado com desrespeito. Quando você nega ao seu parceiro(a) a verdade, você demonstra que não confia na capacidade dele de lidar com ela. Além disso, você também está trabalhando contra o relacionamento, uma vez que, em longo prazo, a mentira é insustentável.

Quem acha que está bem não melhora

Falando em longo prazo, onde você acha que essa mentira vai te levar? Fingir orgasmo significa não deixar que o outro perceba a necessidade de melhora na vida sexual. Existem inúmeras coisas que podem ser feitas para resolver o “problema”. Vocês podem conversar mais sobre seus gostos, realizar fantasias, experimentar posições e lugares diferentes. Em alguns casos, acessórios e ou brinquedos sexuais também podem ajudar. Sempre há uma saída.

Quando você escolhe fingir orgasmo, no entanto, você está abrindo mão de qualquer tentativa. Se a outra pessoa acredita que você está satisfeita, dificilmente ela procurará algo diferente. E adivinhe o que não vai acontecer na próxima vez que vocês transarem se tudo for sempre igual? Pois é, o orgasmo. Simular prazer é o caminho mais rápido para acabar em uma relação que não te propiciar ele de verdade.

Alguém tem que pensar no seu prazer

Você está pensando no bem estar da outra pessoa. Ou está pensando em não demonstrar sua “decepção” com a transa. Você está pensando em não expor sua dificuldade para ter prazer. A outra pessoa está pensando no quanto o sexo foi bom pra ela. No quanto foi bom para você. No quanto tudo deu certo nesse momento. E aí eu te pergunto: quem está pensando em te fazer gozar?

Você precisa assumir para si a responsabilidade por sua boa saúde sexual. É óbvio que idealmente você quer encontrar alguém que também se preocupe com isso. Mas isso não é uma certeza. Além do que, mesmo que esse alguém se preocupe, ele não poderá ajudar caso você escolha fingir orgasmo. Pense em seu prazer, ele é fundamental para seu bem estar.

Fingir orgasmo é desperdiçar muitas oportunidades

Por fim, você já parou para pensar em tudo que está perdendo? Para começar, é óbvio, a chance de viver orgasmos verdadeiros. Se você parar de fingir e começar a mudar as coisas, mais cedo ou mais tarde você conseguirá isso. Além disso, você pode estar perdendo a chance de reforçar a conexão com seu parceiro(a). Lidar com o tema e encontrar uma solução para ele juntos certamente tornaria vocês ainda mais próximos.

Outro ponto positivo, talvez menos óbvio, é o recado que você dá para as pessoas com quem se relaciona. Ao não fingir orgasmo você mostra que sabe o que quer e que não vai sacrificar isso pelo ego de alguém. Ainda por cima, você ajuda os outros a perceberem que podem melhorar algo. Até mesmo para que a próxima pessoa tenha uma experiência melhor do que a sua. Por fim, o simples exercício de ser sincera certamente te deixará mais confiante e diminuirá sua ansiedade.

Então, estamos resolvidos? Deixemos a encenação para os profissionais. Na próxima vez em que você estiver transando, lembre-se de não fingir orgasmo. Ao invés disso, apenas acalme-se e aja com sinceridade. Você também não precisa criar caso com isso se não achar necessário. Nem sempre é necessário atingir o orgasmo para que o sexo seja bom. Além do que, pode ser uma coisa pontual que não precisa ser discutida ou trabalhada. Mas também não é preciso fingir. Por fim, caso o evento se repita com uma frequência muito grande e você e seu parceiro(a) já estiverem tentando resolver sem sucesso, procure um médico. Diversas coisas podem limitar ou dificultar seu prazer e não custa nada checar se está tudo bem

Por que fingir orgasmo é uma má ideia? was last modified: Março 10th, 2020 by João
Category : Geral
Tags :