Por que parar de ver pornografia é uma boa ideia?

Você já deve ter ouvido falar que todos deveriam parar de ver pornografia. Seja por motivos religiosos, morais ou tradicionalistas, é muito comum que a pornografia seja vista com maus olhos. Fossem apenas essas as razões, no entanto, talvez esse texto não fosse escrito. Parar de ver pornografia é importante, mas isso não tem nada a ver com tabus ou vergonha. É uma questão de saúde. Se você ainda não sabe os motivos, continue lendo. Quem sabe depois de informar-se melhor você entenda a ideia e entre para o time dos que mudaram seus hábitos para melhor.

Não deixar o tesão cair

Um alcoólatra cria resistência aos efeitos do álcool, certo? Pois é. Da mesma maneira, quem consome muita pornografia vai perdendo aos poucos a capacidade de se excitar. A lógica é óbvia se pensarmos bem. A pornografia enche sua mente de estímulos visuais e sonoros. Estímulos nada condizentes com os da realidade. Estímulos muito mais intensos que os da realidade. Se você sempre usa isso para se excitar, que graça seu cérebro verá em coisas menos impactantes? Você pode até querer transar, mas talvez o que o mundo tem a oferecer seja pouco demais para seu corpo. Parar de ver pornografia acaba por deixar a realidade mais interessante.

Evitar a perda da sensibilidade

Se sua reação a estímulos visuais e sonoros é afetada, porque a reação a estímulos físicos não seria? Pornografia demais pode reduzir a sensibilidade dos seus órgãos sexuais. Quando nos masturbamos, temos total controle de força, velocidade e precisão do toque. O problema é que, ao masturbar-se vendo pornografia, é muito comum emular o que se está assitindo. Esse comportamento nos faz acelerar e intensificar os movimentos e aí vem o drama. Fazer isso pode tornar toques mais lentos ou sutis pouco relevantes para você. Agora adivinhe como tende a ser o toque no sexo.

Facilitar o orgasmo

O tópico anterior já poderia te fazer concluir: pornografia em excesso dificulta o orgasmo. Menos sensibilidade igual a menos prazer, daí a dificuldade. Mas não é só isso, há ainda outro fator de prejuízo. Ao masturbar-se com pornografia a pessoa adapta seu corpo a atingir o orgasmo em determinada condição de excitação. Essa condição presume movimentos e estímulos visuais e sonoros específicos e muito diferentes dos encontrados no sexo. Sem esses estímulos, talvez o clímax nunca venha. Parar de ver pornografia é fundamental se você pretende continuar gozando naturalmente.

O medo do gozo precoce

Como desgraça pouca é bobagem, a pornografia pode não apenas dificultar seu orgasmo, mas também acelerar os poucos que vierem. Isso acontece basicamente por duas razões. A primeira é a curta duração da masturbação com pornografia. É muito comum que, dado o excesso de estímulo, a pessoa goze muito rápido. Isso cria um padrão para seu organismo e ele o repetirá no sexo. A segunda razão é que, novamente para emular o que se vê, muitas pessoas tentam atrasar o orgasmo. A ideia de demorar tanto tempo quanto um ator pornô não é apenas ridícula, é também prejudicial. Fazer isso pode tornar o estímulo sexual rápido demais para você. E, mulheres, fiquem atentas: esse problema pode ocorrer com vocês também. Parar de ver pornografia não é uma boa apenas para homens.

Prevenir-se do vício

“Mas todos esses problemas são causados apenas se consumirmos pornografia em excesso.”. Talvez. Mas veja como é a vida: consumir pornografia faz com que você consuma pornografia em excesso. Parece estranho, mas é simples. O prazer oriundo da pornografia interfere nos sistemas de recompensa de seu cérebro. É como se ele se acostuma-se à ideia de que, para ter prazer sexual, é necessário ter pornografia. Mais do que isso. Para ter prazer sexual, basta ter pornografia. Some isso aos nossos instintos de busca desenfreada por prazer e veja o resultado. Vício em pornografia é uma coisa real, muito séria e muito mais próxima do que imaginamos.

Evitar a fobia social

Outro problema não sexual que pode surgir é a fobia social. Consumir pornografia demais pode fazer com que seu cérebro exagere na dopamina. Nesse caso, sua sensação de realização e prazer pode fazer com que a vida solitária pareça bastar ao corpo. Isso diminui seu interesse por sair, conhecer pessoas, se relacionar afetivamente. Começa então uma bola de neve. A falta de necessidade por contato pessoal se torna aversão a ele e aí o problema está criado. Mais uma vez, está pavimentado também o caminho para o vício.

Parar de ver pornografia é um dever social

Além de poder te reaproximar do mundo, parar de ver pornografia certamente ajudará a torna-lo melhor. As razões são inúmeras. A hiper exposição de atores e atrizes. Os casos de violência sexual nos bastidores. A objetificação da mulher, presente em quase todos os filmes. O incentivo subliminar ao assédio, alimentado pelos enredos descolados da realidade. A falta de respeito para com a vontade dos que estão na frente das câmeras, especialmente das mulheres. A reiteração de um padrão de beleza que alimenta a insegurança e a ansiedade de todos. A indústria é podre e poderíamos ficar aqui até amanhã listando os motivos. Mas talvez seja mais fácil apenas repetir: parar de ver pornografia é uma ótima ideia.

Ficou claro agora? Consumir pornografia faz mal pra você e pra todos ao seu redor. Pode parecer um prazer banal e inofensivo, mas não é. Conscientize-se da importância do tema e comece a tomar atitudes. Parar de ver pornografia pode não ser fácil, mas há inúmeras formas de conseguir. Encontre outras fontes de excitação, bloqueie conteúdo adulto em seu navegador, encontre outro destino para sua energia. Não seja omisso com sua própria saúde. E se restar alguma dúvida, você já sabe: comente em nosso blog. Certamente você encontrará ajuda e poderá finalmente se livrar desse vício.

Por que parar de ver pornografia é uma boa ideia? was last modified: setembro 24th, 2019 by João
Category : Geral
Tags :